Daily Archives: 14 Julho, 2015

Passos Coelho assiste à condecoração de Professor da U.Porto pelo Estado Francês

Às 18h30 de amanhã, dia 15 de julho, o Primeiro-Ministro português, Pedro Passos Coelho, vai estar presente na cerimónia de entrega das insígnias de “Officier de l’Ordre des Palmes Académiques” ao professor Elísio Brandão, que irá decorrer no Salão Nobre da Universidade do Porto (Praça Gomes Teixeira, aos Clérigos).

A condecoração da República Francesa ao professor da Faculdade de Economia da Universidade do Porto será entregue pelo Embaixador de França em Portugal, Jean-François Blarel, numa cerimónia que contará ainda com a intervenção do Reitor da Universidade do Porto, Sebastião Feyo de Azevedo.

Elísio Brandão é, desde 2003, Professor Catedrático do Agrupamento Científico de Gestão da Faculdade de Economia da Universidade do Porto. Licenciado por esta faculdade em 1978, realizou em 1983 o mestrado em Gestão na Universidade de Paris IX – Dauphine (França), instituição onde em 1988 obteve o título de “Docteur D’Etat” em Gestão, especialidade de Finanças, com a classificação máxima.

A sua ligação a França manteve-se ao longo dos anos e até hoje com a publicação de artigos científicos em revistas francófonas e a participação em diversas conferências nas especialidades de Finanças, Fiscalidade e Contabilidade, em universidades e outras instituições francesas.

Especialista em Finanças e Fiscalidade, Elísio Brandão é também diretor do Mestrado em Finanças e Fiscalidade da Faculdade de Economia da Universidade do Porto, classificado em 2014 pelo ranking Best Masters and MBA da EDUNIVERSAL como o 21.º melhor mestrado do mundo e o melhor português desta área.

A Ordem das Palmas Académicas é uma condecoração destinada a homenagear membros da comunidade educativa, docentes e não-docentes, que se destaquem na divulgação da cultura francesa a nível internacional. As Palmas Académicas são atribuídas na forma de três graus de importância (do menor para o maior): Chevalier, Officier e Commandeur.

Futuros médicos da UMinho apoiam idosos isolados de Vila Real

O Núcleo de Estudantes de Medicina da Universidade do Minho (NEMUM) promove a segunda edição do projeto “Aldeia Feliz”, que visa dar apoio médico a cerca de 200 idosos isolados de 33 aldeias do concelho de Vila Pouca de Aguiar, em Vila Real. As visitas ao domicílio, que decorrem de quinta-feira a domingo, incluem rastreios cardiovasculares, identificação de problemas de saúde e mobilidade, bem como a avaliação das condições de habitabilidade e o grau de dependência.

Este programa de intervenção conta com a participação de 26 estudantes voluntários de Medicina que, ao longo de quatro dias, farão a avaliação de múltiplos fatores de risco e determinantes da qualidade de vida dos idosos isolados das freguesias de Tresminas, Alvão, Bragado, Capeludos de Aguiar, Pensalvos e Parada de Monteiros. Serão desenvolvidos rastreios cardiovasculares com a medição dos níveis de glicemia, tensão arterial, índice de massa corporal e perímetro abdominal, bem como sessões de sensibilização e prevenção para a importância da adoção de comportamentos saudáveis.

Além disso, serão identificados e analisados os principais problemas e queixas dos idosos, as patologias já diagnosticadas e as condições de habitabilidade, através do preenchimento de um formulário que visa a caracterização completa dos pacientes, podendo ser usada para posterior referenciação. O projeto pretende ainda explicar aos idosos como proceder em situações de emergência, dar-lhes dicas para não confundir a medicação e informá-los devidamente quanto ao tipo de apoio social existente naquela região. No último dia, prevê-se a realização de um convívio com os idosos interessados e a formação de vários grupos de trabalho sobre as temáticas do envelhecimento ativo, dinamizados pelos estudantes de Medicina.

Isolamento pode levar a decadência

A desertificação e o envelhecimento de muitas aldeias portuguesas contribui para a suscetibilidade da sua população a múltiplos fatores de fragilidade social, pondo em causa a satisfação das suas necessidades mais básicas como a acessibilidade a cuidados de saúde, a higiene pessoal, o contacto com a civilização, a preparação das refeições diárias, entre outros. “O envelhecimento populacional português sobeja e, com ele, todos os riscos associados ao isolamento da terceira idade. Adicionalmente, a presença de várias comorbilidades é frequente, o que impede o normal desempenho das suas atividades diárias. É neste quadro social que se enquadra o alvo de intervenção deste projeto”, afirma Sara Carlos, do Departamento da Ação Comunitária do NEMUM. A iniciativa conta com o apoio da Câmara de Vila Pouca de Aguiar e das juntas de freguesia das aldeias intervencionadas.

Porto Business School lança Programa Geral de Gestão Intensivo

A Porto Business School acaba de lançar a primeira edição do Programa Geral de Gestão Intensivo, que decorre entre julho e agosto de 2015. Com a duração de seis dias consecutivos – entre 27 de julho e 1 de agosto – a formação concentra, num total de 50 horas, as competências teóricas e práticas fundamentais na área da gestão empresarial. O Programa Geral de Gestão Intensivo surge para dar resposta à procura de formação executiva, de forma intensiva, sem comprometer a normal atividade profissional.

O programa foca temas diretamente relacionados com o contexto mundial, nacional e setorial que envolve as empresas, considerando as áreas críticas da organização, num contexto de elevada concorrência – modelo de negócio, cadeia de valor, áreas funcionais, cultura organizacional e comportamental. As tendências da economia mundial e nacional, a liderança e gestão de equipas, o planeamento e execução da estratégia, marketing, finanças e tomada de decisão, avaliação da performance estratégica e operacional, logística e supply chain são alguns dos conceitos explorados.

Coordenado por José Luís Alvim e Alcibíades Paulo Guedes, o Programa Geral de Gestão Intensivo destina-se a quadros que pretendam desenvolver as capacidades e conhecimentos na área da gestão, num curto período de tempo e sem obrigar a uma ausência alargada da empresa. As sessões decorrem durante uma semana – de segunda a sábado – entre as 9h00 e as 18h00.

Mais informações e inscrições em http://www.pbs.up.pt/.

UBI assina novo protocolo com a Ordem dos Engenheiros País precisa do dobro de engenheiros  

A Universidade da Beira Interior é a primeira universidade da região centro a assinar o protocolo com a Ordem dos Engenheiros que prevê uma maior cooperação na investigação, no reconhecimento internacional e na promoção do ensino da engenharia.

“Um país que não aposta na engenharia é um país sem futuro” salientou o Bastonário da Ordem dos Engenheiros, Carlos Ramos, e acrescenta que “Em 2014/15 entraram cerca de 200 estudantes de engenharia civil na primeira fase de candidatura e o país precisa do dobro.”

O Reitor António Fidalgo assumiu publicamente o desafio e divulgou que “próximo ano letivo vão ser atribuídas cerca de 50 bolsas a alunos que ingressem em cursos de engenharia na UBI” patrocinadas pelo programa +Superior, por autarquias protocoladas com a UBI e outros organismos. Com os vários cursos de engenharia acreditados pela Ordem dos Engenheiros, António Fidalgo não esconde o orgulho na qualidade de ensino da engenharia na UBI alcançado através de um corpo docente altamente qualificado, instalações laboratoriais de última geração e captação de investimento de vários milhões de euros em projetos de investigação.

Um dos objetivos mais relevantes no presente protocolo é o “reconhecimento internacional do engenheiro formado na UBI”. Segundo o Bastonário “A engenharia não tem fronteiras. A engenharia é o ponto de partida para a internacionalização”. Estas declarações surgiram após o Reitor ter exposto o esforço desenvolvido pela reitoria no reconhecimento de graus académicos entre países, nomeadamente e por exemplo, “atualmente um engenheiro civil da UBI já pode pedir reconhecimento em algumas universidades brasileiras que reconhecem o grau de mestre concedido pela UBI”.

O presente protocolo prevê ainda a atribuição pela OE de um prémio anual ao melhor aluno que conclua um curso de engenharia da UBI e de um apoio monetário aos núcleos de estudantes de engenharia, consoante critérios definidos no protocolo.

Parceria intercontinental origina livro sobre Arte, Tecnologia e Poéticas Contemporâneas

No próximo dia 15 de julho, será lançado o livro Arte, Tecnologia e Poéticas Contemporâneas, uma publicação organizada por Bruno Silva e Albio Sales. O lançamento decorrerá simultaneamente na Universidade do Algarve, às 15h00, na sala 37 da Escola Superior de Educação e Comunicação, e às 11h00 na Universidade Federal do Ceará, em Fortaleza.

A iniciativa resulta de uma parceria intercontinental, que emerge da necessidade de participar no debate em torno da arte e da tecnologia. Neste sentido, o Centro de Investigação em Artes e Comunicação (CIAC) da Universidade do Algarve e o Grupo de Pesquisa Investigação em Arte, Ensino e História (IARTEH) do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual do Ceará organizaram este volume, reunindo diferentes investigadores do Brasil e de Portugal, com estudos no âmbito das Artes, da Comunicação e da Educação, com o objetivo de proporcionar diferentes olhares sobre a produção atual nestas áreas de investigação.

O livro Arte, Tecnologia e Poéticas Contemporâneas reúne artigos de vários investigadores e colaboradores do CIAC: Albio Sales, Ana Filipa Cerol, Ana Narciso, Bruno Silva, Fernando Paulino, Jorge Carrega, Mário Dominguez, Natália Laranjinha, Olivia Fernández, Pedro Cabral Santo, Rui António e Sílvia Vieira e Susana Costa.