Daily Archives: 2 Setembro, 2015

UAlg dá a conhecer nova pós-graduação na III Feira da Dieta Mediterrânica de Tavira

De 3 a 6 de setembro, a Universidade do Algarve vai estar presente na III Feira da Dieta Mediterrânica, em Tavira, para dar a conhecer a nova pós-graduação em “Culturas Mediterrânicas: Dieta Mediterrânica”, que terá início este ano letivo (20015/16).

 

Saliente-se que esta pós-graduação (http://www.ualg.pt/pt/curso/1775) pretende, através do estudo do estilo de vida mediterrânico, incentivar a inovação e o crescimento económico, a produção sustentável de produtos alimentares locais, a proteção da biodiversidade e do ambiente, a promoção de um estilo de vida saudável e a valorização da nossa história e cultura milenares.

Nesta Feira de celebração de culturas, de artes, de valorização dos produtos locais, de encontro de amigos, de transmissão de conhecimentos sobre alimentação e comportamentos saudáveis, a Universidade do Algarve vai dar principal destaque a este novo curso em “Estudos Mediterrânicos: Dieta Mediterrânica”, cujo prazo de candidatura termina a 25 de setembro.

No âmbito desta divulgação, a UAlg vai distribuir receitas tradicionais algarvias sobre alimentação mediterrânica e promover atividades lúdicas sobre esta herança cultural e civilizacional reconhecida pela UNESCO como um estilo de vida a preservar. Através da exposição de ossadas preservadas, os visitantes poderão perceber e interpretar as tradições alimentares mediterrânicas.

No dia 4 de setembro, às 15h00, Maria Palma Mateus, docente da UAlg, vai falar sobre “os hábitos de consumo alimentar dos algarvios”, numa palestra integrada no Festival Internacional Slowmed.

“A persistência da agricultura tradicional e as novas práticas agrícolas” também vão estar em destaque, às 9h30 do dia 6, na zona rural de Tavira, através de um passeio de interpretação do território, orientado por Amílcar Duarte, professor da Universidade do Algarve, e Luísa Ricardo, do Município de Tavira. Esta iniciativa incluirá a descrição dos sistemas de agricultura tradicional do Algarve, inseridos em diferentes contextos, solos, climas e aspetos socioeconómicos, numa perspetiva evolutiva. Abordar-se-ão os novos tipos de agricultura, das hortas urbanas à agricultura intensiva, dando exemplos de explorações/empresas agrícolas dos diferentes tipos.

A partir de hoje estará também disponível um eBook, intitulado “Dimensões da Dieta Mediterrânica, Património Imaterial Cultural da Humanidade”, versão bilingue, que apresenta as perspetivas de vários autores sobre esta temática.

Vice-Presidente da Câmara de Tel Aviv em Lisboa para “Tourism Innovation Competition”

Asaf Zamir, o mais jovem Vice-Presidente da Câmara de Tel Aviv que ajudou a tornar a cidade israelita uma das mais inovadoras cidades do mundo vem a Portugal para a conferência “Tourism Innovation Competition”, organizada pelo The Lisbon MBA e pelo Turismo de Portugal, no próximo dia 18 de setembro, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Asaf Zamir era um advogado estagiário sem qualquer experiência política quando, em 2008, co-fundou o Rov Ha’Ir, partido da fação jovem da câmara da cidade. Desde então, tem sido um dos maiores impulsionadores de inovação na cidade. Conseguiu renovar a vida noturna no centro, criou centros de apoio à juventude e habitação, determinou subsídios de renda para jovens em troca de voluntariado e implementou uma série de campanhas de Turismo de sucesso.

Neste momento, Tel Aviv é considerada das cidades mais inovadoras do mundo, com o segundo mais importante hub de empreendedorismo, logo a seguir a Silicon Valley – segundo a PriceWaterhouseCoopers, no ano passado, as vendas e IPOs da cidade chegaram aos 15 mil milhões de dólares. Em 2011, o “Lonely Planet” considerou-a o terceiro melhor destino do mundo (depois de Nova York e Berlim) e, em 2013, a cidade foi votada como melhor destino gay do mundo pela American Airlines e pelo site GayCities.com.

A conferência “Tourism Innovation Competition” irá revelar os vencedores da competição lançada pelo The Lisbon MBA e pelo Turismo de Portugal, que desafiou inovadores em todo o mundo a criar uma solução para “medir” o comportamento dos turistas. Serão apresentadas os três melhores projetos para recolha e sistematização de informação de valor para os diferentes stakeholders a atuar na área do Turismo. A ideia vencedora irá receber um prémio de dez mil euros ou uma bolsa para o The Lisbon MBA no valor de 18 mil euros. Os outros dois finalistas receberão dois mil euros cada um. As ideias apresentadas irão servir para enriquecer o conhecimento existente sobre os comportamentos e atividades de turistas e contribuir para a gestão deste sector nas diferentes partes do Mundo.

O evento irá contar também com um painel de discussão sobre “Turismo 2.0: O papel do digital no desenvolvimento turístico e como a indústria se deve adaptar a essa mudança” que será moderado por Pedro Oliveira, Diretor Académico do The Lisbon MBA e irá contar com a participação de Asaf Zamir; Nils Fonstad, perito do MIT em liderança digital; Marco Gouveia, SEO & Online Marketing Manager do Grupo Pestana e Cesar Christoforidis, Vice Presidente da Socialbakers para a América Latina & Europa do Sul.

A sessão irá contar, ainda, com a presença dos Deans das duas Escolas de Negócios que dirigem o The Lisbon MBA: Francisco Veloso, da Católica-Lisbon e Daniel Traça da Nova SBE; bem como do Secretário de Estado do Turismo, Adolfo Mesquita Nunes, e de João Cotrim de Figueiredo, Presidente do Turismo de Portugal.

Projeto europeu MiMa promove formas divertidas e menos convencionais de se aprender Matemática

A FCT – NOVA, em parceria com a Universidade de Perugia (Itália), o Museu Mathematikum (Alemanha), a Universidade Eotvos Lorand (Hungria) e a Universidade de Sheffield-Hallam (Reino Unido), vai coordenar o evento nacional de divulgação do projeto europeu MiMa – Mathematics in the Making que se realizará no próximo dia 02 de setembro, no auditório da Biblioteca da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, pelas 17:30.

Este projeto, iniciado em dezembro de 2013, conta com a participação de mais de 500 alunos portugueses do 1º ciclo, com idades compreendidas entre os 8 e os 10 anos, e respetivos professores. Centra-se na ideia de que a matemática pode ser ensinada aos mais novos de uma forma não-convencional, recorrendo a novas metodologias, capazes de transformar esta disciplina em algo atrativo, sedutor e potenciador de auto-confiança.

Para tal, o projeto MiMa focou-se no desenvolvimento de atividades práticas na área da matemática, pretendendo envolver os alunos na conceção, implementação e avaliação, tendo recorrido à criação de uma metodologia comum acordada entre os vários parceiros. Os elementos didáticos produzidos no decurso do projeto, nomeadamente manuais, lições em vídeo e restantes materiais de apoio encontram-se disponíveis em www.mathematicsinthemaking.eu

A Exposição Nacional será o culminar desta iniciativa e será inaugurada no dia 12 de setembro, pelas 15 horas, na sala Multiusos da Biblioteca. Nela, os visitantes podem encontrar as peças mais representativas do projeto MiMa bem como registos e testemunhos fotográficos da sua execução.

Caloiros da Católica-Lisbon desafiados a combater o desperdício alimentar no restolho da golegã

Os alunos que entram na Católica Lisbon School of Business & Economics para iniciar as suas licenciaturas vão trocar a sala de aula pelos campos agrícolas da Golegã, para colher os produtos de calibre inadequado, que ficam esquecidos nos campos e que são, muitas vezes, desaproveitados. Só em Portugal, estima-se que cerca de um milhão de toneladas de alimentos por ano (cerca de 17% do que é produzido) vai para o lixo.

É com esta atividade e sob o lema “Restolho – Uma segunda colheita para que nada se perca” que no dia se assinala a sétima edição do Dia Solidário da CATÓLICA-LISBON, alertando os alunos que ingressam nas licenciaturas de economia e gestão, assim como toda a comunidade académica, para a importância de combater o desperdício alimentar.

A iniciativa “Restolho” é desenvolvida em colaboração com a Federação Portuguesa dos Bancos Alimentares Contra a Fome (FPBACF), a ENTRAJUDA e a AGROMAIS, Cooperativa Agrícola que representa um conjunto vasto de produtores da região norte do Vale do Tejo, e que elegeu o combate ao desperdício alimentar como um dos eixos da sua política de Responsabilidade Social.

Os novos alunos da CATÓLICA-LISBON vão “arregaçar as mangas” neste Dia Solidário para ajudar a colher as sobras da apanha da batata nos campos daquela vila ribatejana. O produto desta segunda colheita será doado a Instituições de Solidariedade Social.

Refira-se que o Dia Solidário da Católica Lisbon School of Business & Economics é uma iniciativa que ajuda a integrar os novos alunos no ambiente académico, envolvendo-os e fazendo-os viver desde o primeiro momento os valores desta Escola.

AGENDA DIA 2 DE SETEMBRO

11H00 | PARTIDA DO CAMPUS DA CATÓLICA-LISBON PARA A GOLEGÃ

12H30 | PIQUENIQUE NA GOLEGÃ, Parque Equuspolis, Rua D. João IV, 2150 Golegã

14h30 | INICIO DA APANHA DA BATATA

17H00 | REGRESSO A LISBOA

VIII Congresso Internacional do Síndrome de Cornelia de Lange: “CDLS – Rare Disease Paradigm”

No próximo dia 9 de setembro, a Universidade Católica Portuguesa acolhe o Simpósio Científico dedicado ao paradigma das doenças raras sob o VIII Congresso Internacional do Síndrome de Cornelia de Lange: “CDLS – Rare Disease Paradigm”.

Este simpósio contribuirá para traçar o panorama geral das doenças raras nos contextos europeu e nacional, tanto do ponto de vista científico, clínico, terapêutico, assistencial e social. Para tal contará com um painel de oradores de excelência, entre os quais destacamos representantes da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), da Direção Geral de Saúde (DGS), do INFARMED, I.P., e de múltiplas outras organizações que tanto contribuem para o progresso da investigação, do diagnóstico, tratamento e prestação dos cuidados mais apropriados para os portadores de doenças raras.

O VIII Congresso Internacional da Síndrome de Cornelia de Lange contemplará ainda a Conferência das Famílias e programas de atividades para as crianças portadoras de Síndrome de Cornelia de Lange, e para os seus irmãos.

Este simpósio é organizado pela RARÍSSIMAS – Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras com o apoio da Universidade Católica Portuguesa, através do Instituto de Ciências da Saúde, da Coordenação de Saúde Pública e do CREATING HEALTH – Research and Innovation Funding.

Muito agradeceríamos a mais ampla divulgação deste evento.

A participação no simpósio “CDLS – Rare diseases paradigm” é gratuita, mas carece de inscrição prévia. Registe-se aqui  pois contamos com a sua importante presença!

Retinopatia diabética: investigadora da UC recebe financiamento da Bayer para estudar novas estratégias de combate à doença

Raquel Santiago, investigadora do Instituto de Imagem Biomédica e Ciências da Vida (IBILI) da Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra (FMUC), foi a única investigadora portuguesa a ser contemplada com uma bolsa do “Global Ophthalmology Awards Program” (GOAP) da Bayer HealthCare, no valor de 50 mil dólares, para estudar novas estratégias de combate à retinopatia diabética, a complicação mais frequente da diabetes e uma das principais causas de cegueira a nível mundial.

O estudo, intitulado “Gerir a inflamação na retinopatia diabética por bloqueio do recetor A2A de adenosina”, foca-se em verificar se ao bloquear o recetor A2A de adenosina – recetor que deteta a presença de adenosina – é possível travar a progressão da doença.

Isto porque estudos anteriores desenvolvidos pela equipa da investigadora no laboratório “Retinal Dysfunction and Neuroinflammation” da FMUC, liderado pelo Doutor Francisco Ambrósio, demonstraram que o bloqueio deste recetor previne a ativação das células da microglia (células do sistema imunitário) e a morte de células da retina.

«Em situações normais, as células da microglia estão constantemente a vigiar o microambiente que as rodeia, tendo um papel muito importante na homeostasia do sistema nervoso central, mas na diabetes as suas funções estão modificadas, promovendo a resposta inflamatória que pode contribuir para a morte celular na retina», explica Raquel Santiago.

 

Sabendo que as células da microglia «possuem os recetores A2A, pretendemos bloquear a ação destes recetores por forma a prevenir a inflamação associada às células da microglia e, desta forma, a morte das células da retina, travando a progressão da doença», esclarece.

Os investigadores prepararam-se para iniciar um conjunto de experiências em modelos animais de diabetes, que serão tratados com um bloqueador de recetores A2A de adenosina, para estudar como reage a retina e se as células da microglia ficam menos reativas.

Estima-se que, após 20 anos com diabetes, cerca de 90 por cento dos doentes com diabetes tipo 1 e mais de 60 por cento dos doentes com diabetes tipo 2 sofrem de retinopatia diabética.

A procura de novas estratégias terapêuticas de combate à doença é muito pertinente porque «os atuais tratamentos são dirigidos às fases avançadas da patologia, extremamente invasivos e pouco eficazes. Se for possível encontrar uma terapêutica que permita o tratamento numa fase mais inicial, o impacto na qualidade de vida do doente com retinopatia diabética será muito elevado», sublinha a investigadora principal do estudo, que vai receber o prémio no próximo dia 19 de setembro, em Nice (França), durante o EURETINA – Congresso Europeu das doenças da retina.