Daily Archives: 30 Setembro, 2015

Domus Academy marca presença na Moda Lisboa

Domus Academy, a prestigiada academia Italiana de Design, marca presença na próxima edição daModaLisboa The Timers entre 9 a 15 de Outubro, no Pátio da Galé, em Lisboa, com a presença da Course Leader do programa Master in Fashion Design, Sara Desimoni, que integrará o painel de oradores nasFast Talks, onde falará da realidade da moda em Milão, uma das capitais mundiais da moda.

 

Para além da participação de Sara Desimoni na próxima edição da ModaLisboa a Domus Academy foi ainda mais longe, e numa parceria com a organização do evento vai oferecer ao vencedor do concursoSangue Novo um Master Level Certificate in the Fashion Area, workshop de cinco semanas em Milão no valor de 5.200 euros, com o grande objetivo de premiar a criatividade nacional e dar a oportunidade de se lançar na moda num palco ímpar que é Milão, com a rede de influência da prestigiada Domus Academy.

 

A abertura oficial da ModaLisboa The Timers será entregue ao desfile Sangue Novo, no dia 9 de outubro, pelas 18.00h, com apresentação das coleções primavera/verão 2016 dos nossos principais designersemergentes.

 

Um universo em que Banda, Carolina Machado, Cristina Real, David Catalán, Inês Duvale, Patrick de Pádua, Rúben Damásio, Sara Santos e Tânia Nicole representam os intérpretes do tempo atual que a edição “The Timers” pretende valorizar.

 

Os nove talentos Sangue Novo a concurso na ModaLisboa The Timers irão, pela primeira vez, ser classificados por um júri composto pela presidente da ModaLisboa, Eduarda Abbondanza, pelos designersPaulo Cássio e Nuno Gama, e pela diretora do Master in Fashion Design da Domus Academy, Sara Desimoni. A dupla espanhola CarlotaOms, resultado da união de Elisabet Carlota com Elisenda Oms, será convidada do desfile Sangue Novo, no âmbito da parceria da ModaLisboa com o festival de moda holandês FashionClash.

1° Curso de Espacialização em Shipping & Logistic Management da MSC e ENIDH

 

A MSC Portugal e a Escola Superior Náutica Infante D. Henrique (ENIDH) formalizaram este ano uma parceria inédita com o objetivo de criarem o 1º Curso de Especialização em “Shippping & Logistic Management”. Este curso integrará o know-how de professores convidados por ambas as entidades e terá uma duração de 320 horas.

As matérias curriculares a serem abordadas foram determinadas pela ENIDH e pela MSC, tendo em conta o objetivo de promover uma formação adicional direcionada para o transporte contentorizado e para a logística, com uma forte componente prática (“on job training”), centrada na atividade do agente de navegação.

Ambas as entidades pretendem aliar a formação de carácter marcadamente empresarial, à certificação académica e à possibilidade de ingressar numa empresa de referência do sector marítimo-portuário e da logística. Promover um “viveiro de talentos” na ENIDH em parceria com a MSC Portugal de forma a escolher os melhores, entre os melhores é o objetivo final.

As candidaturas decorrem até dia 9 de Outubro nos serviços Académicos da ENIDH.

Estudantes portugueses frequentam o ensino secundário no estrangeiro

A associação Intercultura-AFS Portugal promove, desde 1956, o Programa de Intercâmbio intercultural da rede internacional AFS, que já enviou 12.000 jovens em todo o mundo a participar nesta experiência.

O intercâmbio destina-se a jovens do Ensino Secundário entre os 15 e os 18 anos, com bom aproveitamento escolar, vontade de conhecer o mundo e de aprender com experiências diferentes. Os jovens vão estudar noutro país durante ano, semestre ou trimestre, frequentam uma escola secundária local, vivem numa família de acolhimento voluntária e inserem-se na rede social da comunidade local.

No presente ano lectivo, 53 estudantes portugueses estão a frequentar o ensino secundário no estrangeiro. João Antunes, um jovem de Leiria, recebeu uma bolsa AFS para estudar durante um ano lectivo na Argentina. Partiu em meados de Agosto, pronto para ser recebido por uma família argentina, e lá completar o equivalente ao 12º ano, numa escola secundária local. Da sua experiência conta: “Foi a loucura mais sã que alguma vez cometi. Está a ser um ano de descobertas e fascínios, de reflexões, aprendizagens e sobretudo está a dar-me as asas que eu precisava para voar!”

Estão abertas as inscrições para a participação no Programa de intercâmbio AFS – estudar no estrangeiro. Até ao dia 9 de Novembro de 2015, estudantes do Ensino Secundário de todo o país poderão enviar as suas candidaturas.

Este ano, o intercâmbio conta com 23 países de destino possíveis. Os participantes podem candidatar-se a ir para o continente asiático, europeu, sul-americano ou norte-americano e escolher países como o Japão, Tailândia, Bósnia e Herzegovina, Dinamarca, Finlândia, República Checa, Rússia, Suíça, Turquia, Argentina ou Estados Unidos.

Como será a escola do futuro?

A ‘Escola do Futuro’ vai estar em debate, esta quinta e sexta-feira, dias 01 e 02 de outubro, na 1.ª Conferência de Ambientes de Aprendizagem Futuros, iniciativa organizada pela Universidade Portucalense (UPT) e que contará com a participação de investigadores provenientes de cerca de uma dezena de países europeus e sul-americanos.

“As tecnologias de informação e comunicação, integradas no processo ensino, revelam-se hoje como meios que conduzem a aprendizagens significativas, o que resulta na formação de estudantes com horizontes mais abertos e mais predispostos a investir na inovação”, refere Maria João Ferreira, docente e investigadora da UPT.

Com o enraizamento e constante evolução das tecnologias na sociedade atual, muitos são os investigadores que se questionam sobre o futuro dos ambientes de aprendizagem, havendo mesmo quem defenda que o novo paradigma será cada vez mais personalizado, colaborativo e cooperativo.

Organizada pela UPT, a iniciativa terá início já amanhã, dia 01 de outubro, pelas 09h30, no Auditório 201 da Universidade (Rua Doutor António Bernardino de Almeida, 541, Porto).

Equipa da UMinho vence concurso EDP – Re:dy Challenge

Uma equipa da Universidade do Minho foi selecionada para aperfeiçoar uma tecnologia da EDP que permite aos clientes gerir o consumo da energia de casa onde quer que estejam a partir de um computador, tablet ou smartphone. Esta gestão dos aparelhos elétricos poderá ajudar as famílias a poupar dezenas de euros no final do ano, além de promover um consumo sustentável na sociedade. As soluções de melhoramento apresentadas pela UMinho foram destacadas na EDP – Re:dy Challenge, um concurso que envolveu participantes de 11 universidades portuguesas.

“Este tipo de reconhecimento enriquece o nosso percurso pessoal e académico e aumenta as oportunidades de recrutamento, além de proporcionar maior visibilidade à UMinho, aproximando-a do tecido empresarial e abrindo portas para futuros projetos e parcerias. A equipa da UMinho destacou-se por apresentar protótipos funcionais com componentes desenvolvidas em hardware e software, numa fase avançada de desenvolvimento. A equipa foi constituída por pessoas de diferentes áreas científicas, o que facilitou o processo de ideação”, afirma Tiago Gomes (Engenharia Eletrotécnica e de Computadores), um dos cinco elementos do grupo.

A equipa da Escola de Engenharia propôs um conjunto de alterações aos módulos já existentes e novas funcionalidades capazes de proporcionar experiências interessantes aos utilizadores. As principais ideias propostas focam a segurança e o conforto dos clientes, propondo-se a inclusão de mecanismos que detetem situações de risco, como fugas de gás e alterações da atmosfera no interior da habitação ou do escritório. “Pretende-se que o sistema atue de forma segura, com minimização de danos, e notifique automaticamente o cliente ou a empresa perante a deteção de tais ameaças. Os mesmos mecanismos permitem também minimizar as perdas de energia da habitação ou do escritório, garantindo o conforto atmosférico desejado. Estas poupanças superam os custos de aquisição e utilização do equipamento”, explicam os professores Anabela Tereso e Luís Silva Dias, do Departamento de Produção e Sistemas da UMinho.


Ativar sistema de ventilação à distância em caso de fuga de gás

A monitorização em tempo real do ambiente e a deteção precoce de situações de risco podem ser feitas através da web ou de uma aplicação para smarthphones. Em caso de fuga de gás, “o utilizador consegue ativar, por exemplo, um sistema de ventilação com notificação automática para o seu telemóvel (SMS e chamada telefónica), podendo evitar uma situação de perigo”, exemplifica José Ricardo Ribeiro (Engenharia Informática). A equipa premiada propôs ainda a utilização de lâmpadas inteligentes capazes de ajustar automaticamente a sua intensidade dentro do espaço habitacional, tendo em conta a luz natural disponível. “Este melhoramento permite contribuir para uma maior eficiência energética, levando os consumidores a pouparem na fatura mensal”, acrescenta o colega Sandro Pinto (Engenharia Eletrotécnica e de Computadores).

Na competição participaram alunos e professores das universidades do Minho, Aveiro, Coimbra, Nova de Lisboa, Évora, Algarve e dos institutos Politécnico de Bragança, Superior Técnico e Superior de Engenharia de Lisboa.

Club Faz-Te ao Mercado desafia jovens do Porto a transformar estratégias de procura de emprego

Club_FazTe_ao_Mercado_banner_HZT

A TESE-Associação para o Desenvolvimento em parceria com a Cidade das Profissões | Câmara Municipal do Porto e o apoio do Barclays, desafia jovens à procura de emprego a participar no Club Faz-Te ao Mercado, que decorre de 19 a 23 de outubro, no Porto.

Durante 5 dias intensivos, jovens entre os 18 e os 25 anos, vão explorar as 5 soft skills mais valorizadas pelos empregadores, ganhar ferramentas de marketing pessoal, transformar os seus instrumentos de procura de emprego, receber feedback de responsáveis de Recursos Humanos e partilhar experiências, através de workshops, dinâmicas e desafios de grupo em que podem experimentar, testar e melhorar a sua prestação em processos de recrutamento.

Com a taxa de desemprego jovem em Portugal a registar em julho 31% (dados Eurostat), bastante acima dos 21,9% da zona euro, e o Norte como a região do país que apresenta o maior número de jovens (<25 anos) registados nos centros de emprego em 2014 (dados IEFP, Pordata), esta iniciativa, criada com base na experiência adquirida no Faz-Te Forward – programa que desde 2011 já contribuiu para o aumento da empregabilidade de mais de 100 jovens – e nos resultados do estudo “Faz-Te ao Mercado”, em que foram identificadas, a nível nacional, as soft skills mais valorizadas pelos empregadores quando recrutam jovens, surge como uma resposta inovadora.

Com participação gratuita e candidaturas até 11 de outubro, esta é uma oportunidade única dos jovens da Área Metropolitana do Porto, que estejam à procura de emprego ou a concluir a sua formação, transformarem a sua estratégia e construírem um plano de ação concreto para abordarem o mercado de trabalho.

Efetua a tua candidatura ao Club Faz-Te ao Mercado no site www.fazteforward.org.

 

A TESE – Associação para o Desenvolvimento está a recrutar um estagiário para um projeto de empregabilidade. Vê como te podes candidatar nos portais da rede Universia/Trabalhando.

Abertas as Candidaturas ao Prémio Produto Inovação COTEC – NORS

Prémio inovação

O período de candidaturas à edição de 2015 do Prémio Produto Inovação COTEC – NORS encontra-se a decorrer até 26 de outubro, devendo as empresas interessadas submeter a sua candidatura em www.cotec.pt/produtoinovacao. Podem candidatar-se a esta distinção produtos inovadores – bens ou serviços – dirigidos a mercados globais, que tenham sido desenvolvidos por empresas nacionais ou estrangeiras a operar em Portugal.

Os produtos devem resultar da actividade consistente e continuada de inovação empresarial levada a cabo em Portugal, sendo também condição de elegibilidade para atribuição do Prémio que os produtos se dirijam a mercados globais e não estejam a ser comercializados há mais de cinco anos. Ao promoverem este Prémio, a COTEC e a NORS cumprem o objetivo de dar a conhecer exemplos inovadores de excelência e reconhecem referências positivas para o restante tecido empresarial nacional. O Prémio Produto Inovação COTEC – NORS é entregue pelo Presidente da República no Encontro Nacional de Inovação COTEC, que se irá realizar no dia 27 de novembro.

As características inovadoras que distinguem o produto, a sua inserção numa estratégia global de inovação da empresa, a sua viabilidade económica e sustentabilidade ambiental, bem como o cumprimento de regras de segurança são alguns dos critérios avaliados pelo Júri, constituído por Francisco Lacerda, Presidente da Direcção da COTEC Portugal; Tomás Jervell, CEO do grupo Nors; António Cunha, Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas; Francisco Pinto Balsemão, Presidente do Conselho de Administração da Impresa; Jorge Portugal, Representante da Presidência da República Portuguesa; José Carlos Caldeira, Presidente do Conselho de Administração da ANI – Agência Nacional de Inovação; José Rui Felizardo, Presidente da Comissão Executiva do CEIIA – Centro de Excelência para a Inovação na Indústria Automóvel; Miguel Cruz, Presidente do Conselho Directivo do IAPMEI; Miguel Frasquilho, Presidente do Conselho de Administração da AICEP.

Daniel Bessa, Diretor-Geral da COTEC Portugal, sublinha «Portugal encontra-se empenhado numa batalha pela competitividade; de resultado incerto, mesmo se temos absoluta necessidade de a vencer. A competição é global e, nela, terão de competir as nossas empresas, grandes e pequenas, cada uma com os seus produtos. O Prémio Produto Inovação COTEC-NORS pretende distinguir um produto e, com ele, uma empresa, cuja competitividade assente no conhecimento, na tecnologia, no design, ancorados na qualidade dos seus processos internos de I&D e, em termo mais gerais, de gestão da inovação. Num mundo onde há cada vez menos milagres, dificilmente haverá um produto vencedor que não assente em processos exigentes, e continuados.».

Tomás Jervell, CEO do Grupo Nors, refere, a propósito deste patrocínio: «É com redobrado prazer que damos continuidade ao nosso envolvimento neste prémio, cientes da importância fundamental da inovação para o sucesso das empresas num contexto de atuação global e para o desenvolvimento do país. Na génese do Prémio Produto Inovação COTEC-NORS existe muito do que é o ADN da Nors – foco no know how, qualidade, talento e valorização do mérito, excelência de produtos e serviços, assim como uma constante aposta na inovação. Foi por isso muito natural para nós dar continuidade a esta associação à COTEC para o Prémio Produto Inovação, pelo importante objetivo de reconhecimento dos melhores exemplos de inovação e excelência.»

No ano passado, o Prémio Produto Inovação COTEC-NORS foi atribuído à Vortal next> e a menção honrosa à Lemon Jelly. A VORTALnext> é um sistema alternativo ao modelo tradicional de compras, alicerçando as comunicações entre compradores e fornecedores em vias eletrónicas por forma a simplificar e agilizar todo o processo contratual através de soluções inovadoras que lhes permitem ter mais inteligência de mercado, conhecer os seus concorrentes e ter acesso a mais oportunidades de negócio. A marca Lemon Jelly desenvolve, produz e comercializa uma enorme variedade de calçado 100% fabricado em Portugal, recorrendo a materiais e processos inovadores, utilizando componentes de elevada qualidade e novas tecnologias de produção. A marca detém mais de 130 modelos registados com patentes de design.

Desde a sua primeira edição em 2008, o Prémio Produto Inovação já distinguiu vinte e cinco projetos inovadores. Em anexo, envia-se a informação detalhada sobre os premiados de todas as edições e o regulamento do concurso para a atribuição do Prémio Produto Inovação COTEC – NORS.

A COTEC Portugal – Associação Empresarial para a Inovação é uma associação sem fins lucrativos que tem por missão «promover o aumento da competitividade das empresas localizadas em Portugal, através do desenvolvimento e difusão de uma cultura e de uma prática de inovação, bem como do conhecimento residente no país». Para o efeito conta com o apoio dos seus Associados e mantem uma ligação privilegiada com todas as entidades que integram o Sistema Nacional de Inovação. Foi constituída em Abril de 2003, correspondendo a um repto do então Presidente da República, Jorge Sampaio. Mantém desde então uma ligação muito estreita com a Presidência da República Portuguesa, sendo o cargo de Presidente da Assembleia-Geral exercido pelo próprio Presidente da República. Em 11 de Junho de 2015 conta com 366 Associados, 252 dos quais integram a Rede PME Inovação COTEC.

O grupo Nors está presente em 23 países, distribuídos por 4 continentes, com mais de 4.255 colaboradores e um volume de negócios superior a 1,5 mil milhões de euros. A Nors abrange as marcas Auto Sueco, Grupo Ascendum, Galius, Auto Maquinaria, Auto Sueco Automóveis, Agro New, Civiparts, AS Parts, ONEDRIVE, ExpressGlass, Axial, Biosafe, Sotkon, Amplitude Seguros e Master Test.