6 Maio, 2016

Encontra-se em preparação um novo grande centro de investigação de excelência que terá sede em Portugal, o The Discoveries Centre for Regenerative and Precision Medicine. O centro será apresentado numa sessão pública esta segunda-feira, dia 9, às 16h00, no Sheraton Porto Hotel & Spa, Porto.

Trata-se de uma iniciativa com o objetivo de criar em Portugal um novo centro de investigação de excelência, multicampi, na área de Medicina Regenerativa e de Precisão. O The Discoveries Centre pretende focar-se em investigação multidisciplinar, que será traduzida em métodos inovadores a serem aplicados na prevenção e no tratamento de doenças músculo-esqueléticas, neuro-degenerativas e cardiovasculares. Resulta de uma parceria entre cinco universidades portuguesas (Minho, Porto, Aveiro, Lisboa e Nova de Lisboa) e uma universidade líder mundial no domínio das Ciências e Tecnologias da Saúde, a University College London (Reino Unido). O projeto conta com o apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), coordenadora da proposta, e das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regionais do Norte, Centro e Lisboa e Vale do Tejo.

O centro de excelência a criar terá sede no Minho, mais precisamente no Avepark – Parque de Ciência e Tecnologia das Caldas das Taipas, em Guimarães, e campi no Porto, Aveiro, Lisboa e um campus de suporte no centro de Londres. A criação deste centro deverá ter um efeito estruturante na ciência portuguesa, podendo dar origem muito rapidamente ao maior e mais produtivo centro de investigação baseado em Portugal. Deverá também ter condições únicas para atrair talento científico internacional.

A criação do centro envolve alguns dos melhores centros I&D do país, todos classificados pela FCT com “Excelente” ou “Excecional”, reunindo numa única proposta um conjunto de cientistas de excelência que seria difícil reunir noutra área em Portugal. A proposta é coordenada cientificamente por Rui L. Reis, vice-reitor da UMinho e diretor do laboratório associado ICVS/3B’s. Rui L. Reis é ainda presidente mundial da TERMIS – Tissue Engineering and Regenerative Medicine International Society e CEO do Instituto Europeu de Excelência em Engenharia de Tecidos e Medicina Regenerativa.

Projeto com dezenas de cientistas de renome

Estão envolvidos na preparação do novo centro dezenas de cientistas de renome, destacando-se Rui L. Reis, Nuno Sousa e Manuela Gomes (ICVS/3B’s da UMinho), Joaquim Sampaio Cabral (IBB da Universidade de Lisboa), Carmo Fonseca (IMM da Universidade de Lisboa), Arlindo Oliveira e João Pedro Conde (INESC-ID e INESC-MN da Universidade de Lisboa), António Jacinto (CEDOC da Universidade Nova de Lisboa), Manuel Carrondo e Paula Alves (IBET da Universidade de Lisboa), Mário Barbosa, João Relvas e Pedro Granja (I3S da Universidade do Porto), João Rocha e Maria Helena Fernandes (CICECO da Universidade de Aveiro) e Manuel Santos e Odete Silva (iBiMED da Universidade de Aveiro).

Pela parte da UCL, estão envolvidos, entre outros, Jonathan Knowles, Ivan Wall, Richard Day, Giampietro Schiavo, Andreas Schatzlein, Vivek Mudera e Tim McHugh, além do Eastman Dental Institute and Hopsital, National Hospital for Neurology and Neurosurgery, Institute of Neurology, School of Pharmacy, School of Engineering, UCL Institute of Biomedical Engineering, UCL Hospitals, UCL Enterprise, UCL Business e Translational Research Office. A preparação da proposta conta ainda com o apoio da Sociedade Portuguesa de Inovação.

Esta parceria irá apresentar uma candidatura à Comissão Europeia para apoio ao lançamento do Centro. Prevê-se que possa dispor de um financiamento mínimo de 60 milhões de euros nos primeiros sete anos de atividade, a que acrescerão as verbas próprias conseguidas em concursos e contratos. Com uma forte visão translacional de proteção de propriedade intelectual, de empreendedorismo e comercialização, o The Discoveries Centre irá contribuir para o aumento da competitividade do setor da biomedicina e estimular, de forma geral, o emprego científico altamente qualificado e o crescimento económico a vários níveis. O projeto tem o siteweb.spi.pt/discoveriesctr.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *