19 Abril, 2018

No próximo dia 26 de abril às 18h15m terá lugar no Antigo Refeitório do Mosteiro dos Jerónimos a conferência inaugural Mosteiro dos Jerónimos: um diálogo entre o espaço e o tempo, com Sua Excelência o Senhor Presidente da República, Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa e, a Professora Doutora Luísa Leal de Faria, investigadora em Arte, Cultura e Cidadania.

No Ano Europeu do Património Cultural, que pretende reforçar o sentimento de pertença a um espaço europeu comum, o Mosteiro dos Jerónimos transforma-se num espaço único onde se realizará um debate intenso e transversal, sobre Passado e Futuro.
Trata-se de um Ciclo de conferências que coloca em diálogo reconhecidas personalidades portuguesas em torno de temas que vão desde a Cultura, Língua, Arte, Inovação, ao Mar, Desenvolvimento, Ambiente, Economia, Turismo, Sociedade, Património e Cidadania.
O programa DIÁLOGOS COM O MOSTEIRO DOS JERÓNIMOS está organizado em 2 ciclos: de 26 de abril e 5 de Julho e de 13 de setembro e 6 de janeiro.

Estão já confirmadas as seguintes sessões:

10 de maio • 18h 15m • Eduardo Lourenço e José Tolentino Mendonça –Portugalidade e universalidade: que culturas na cultura
24 de maio • 18h 15m • Adriano Moreira e Pedro Magalhães – Lusofonia e a CPLP como desafio.
7 de junho • 18h 15m • Manuela Ferreira Leite e Pedro Norton – Património público: números, interrogações e arte
21 de junho • 18h 15m • António Silva Ribeiro e Tiago Pitta e Cunha – Mar: Encontros e reencontros
5 de julho • 18h 15m • Filipe Duarte Santos e Helena Freitas – A luxúria ambiental dos Descobrimentos e a biodiversidade de amanhã

O Mosteiro dos Jerónimos representa o primeiro movimento global da nossa civilização – tento provocado à época, alterações significativas na economia, cultura, ambiente, desenvolvimento, ciência etc. temas que reclamamos para este diálogo com vista a prepararmos um melhor futuro, ou nos preparamos melhor para o futuro. Convidamos ainda o público a usufruir deste monumento singular, Património Mundial, colocando a questão: há quanto tempo não vai aos Jerónimos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *