Daily Archives: 3 Setembro, 2018

Universidade Europeia já recebeu mais de 30 candidaturas à 1ª edição de concurso de empreendedorismo social

  • Programa Jovens Empreendedores Sociais, apoiado pelo YouthActionNet da International Youth Foundation, pelo Fórum Estudante e pela Ashoca Portugal vai premiar os cinco melhores projetos de caráter social, capazes de inspirar e transformar a sociedade.

Ainda é possível concorrer à primeira edição do Programa Jovens Empreendedores Sociais (JES) da Universidade Europeia, cujas candidaturas serão aceites até ao próximo dia 10 de setembro. Os jovens empreendedores sociais podem submeter o seu projeto a este desafio inovador, através da plataforma.

Para esta primeira edição do Programa JES foram já apresentados a concurso mais de 30 projetos empreendedores de âmbito social e, no global, dos projetos candidatos, 10 desenvolvem a sua atividade na área da inclusão social; sete são projetos no âmbito da educação; cinco na área do meio-ambiente; quatro são projetos de desenvolvimento económico, três atuam na participação cívica e existe ainda uma candidatura na área da saúde.

Para Susana Martins, Diretora do programa JES em Portugal, “com o desenvolvimento deste programa pretendemos reforçar a cultura de inovação e o espírito de empreendedorismo social, apoiando jovens capazes de inspirar e transformar a sociedade. O número de candidaturas que estão a ser submetidas revela que a primeira edição do programa está a conquistar e a mobilizar a comunidade de empreendedores com projetos para Portugal”.

Dirigido a jovens entre os 18 e os 29 anos, o JES tem como objetivo reconhecer e recompensar projetos empreendedores de carácter social, proporcionando, simultaneamente, visibilidade aos seus jovens líderes que, pelo seu carisma e propósito de vida, atuam como personalidades inspiradoras de uma sociedade mais rica e de um mundo melhor.

Os candidatos deverão ser fundadores ou cofundadores de um projeto social ou ambiental, em curso no mínimo há três meses, e que procure a transformação social baseada na equidade, justiça e na proteção do meio ambiente. Serão avaliados segundo critérios de liderança, impacto social, sustentabilidade, inovação e pela contribuição empreendedora que possam vir a trazer ao programa e ao país.

Posteriormente à fase de candidaturas, os projetos serão avaliados, num primeiro momento, por um comité composto por especialistas na área do empreendedorismo social, professores e colaboradores da Universidade Europeia que selecionarão 10 projetos. Posteriormente, num segundo momento, os jovens empreendedores são avaliados por um júri composto por seis especialistas com experiência nas áreas de empreendedorismo e responsabilidade social.

Os cinco vencedores da primeira edição em Portugal do Programa JES serão conhecidos numa cerimónia a decorrer na Universidade Europeia no próximo dia 23 de outubro e premiados com um prémio de dois mil euros para investir nos seus projetos, a que acresce uma semana de formação em Madrid. Os cinco jovens vencedores passarão ainda a fazer parte da rede de jovens empreendedores YouthActionNet, a nível mundial, com cerca de 1500 membros presentes em mais de 90 países.

O JES é promovido pela Universidade Europeia, juntamente com o programa YouthActionNet, organizado pela International Youth Foundation, com o apoio da Laureate International Universities. Em Portugal, a primeira edição é desenvolvida com o apoio da Fórum Estudante e da Ashoca Portugal.

Com o desenvolvimento desta iniciativa, a Universidade Europeia reforça a sua política de responsabilidade social e evidencia o trabalho desenvolvido em prol da transparência, da cooperação para o desenvolvimento e da sustentabilidade.

 

 

Politécnico de Leiria coloca mais de mil estudantes em cursos Técnicos Superiores Profissionais

Na primeira fase de candidaturas aos cursos Técnicos Superiores Profissionais (TeSP) o Politécnico de Leiria colocou 1.031 estudantes, de um total de 1.228 candidatos. Estes números representam um acréscimo de 12% de estudantes colocados, e refletem um aumento de cerca de 200 candidaturas face ao ano anterior.

A segunda fase de candidaturas aos TeSP, para as cerca de 250 vagas ainda existentes, decorre até 10 de setembro no site. O Politécnico de Leiria oferece cursos TeSP através das suas cinco Escolas – nas cidades de Leiria, Caldas da Rainha, Peniche e Torres Vedras – nas áreas de artes e design, ciência e tecnologia do mar, ciências empresariais e jurídicas, educação e ciências sociais, engenharia e tecnologia, saúde e desporto, e turismo.

Os TeSP que esgotaram as suas vagas na primeira fase foram os cursos de Audiovisual e Multimédia, na ESAD.CR; Apoio à Gestão, Automação, Robótica e Manutenção Industrial (diurno e pós-laboral), Desenvolvimento Web e Multimédia, Gestão dos Negócios Internacionais, Programação de Sistemas de Informação, Projeto de Moldes, Redes e Sistemas Informáticos (Diurno), Sistemas Eletromecânicos, Veículos Elétricos e Híbridos e Tecnologia Automóvel, na ESTG; Intervenção em Espaços Educativos, Intervenção Social e Comunitária, e Intervenção Sociocultural e Desportiva, Praticas Administrativas e Comunicação Empresarial, na ESECS; e o curso de Gerontologia, na ESSLei.

Ainda se encontram com vagas disponíveis os TeSP em: Design para Media Digitais, Ilustração e Produção Gráfica e Prototipagem Digital e Desenho 3D, na ESAD.CR; Condução de Obra e Reabilitação, Eletrónica e Redes de Telecomunicações, Energias Renováveis e Eficiência Energética, Fabricação Automática, Gestão da Qualidade, Redes e Sistemas Informáticos (pós-laboral), Serviços Jurídicos, Venda e Negociação Comercial, Tecnologia Automóvel (pós-laboral), na ESTG; Gerontologia (pós-laboral), na ESSLei; Análises Laboratoriais, Animação em Turismo de Natureza e Aventura, Aquacultura e Recursos Marinhos, Cozinha e Produção Alimentar, Gestão Hoteleira e Alojamento, e Marketing Digital no Turismo, na ESTM.

No Núcleo de Formação de Torres Vedras existem vagas para os cursos de Apoio à Gestão, Intervenção Social e Comunitária, Programação de Sistemas de Informação, Design para Media Digitais e Gestão Hoteleira e Alojamento.

A conclusão de um TeSP permite a obtenção de um diploma de técnico superior profissional equivalente ao nível 5 do Quadro Nacional de Qualificação, e o prosseguimento de estudos nas licenciaturas do Politécnico de Leiria. Com a duração de quatro semestres, os TeSP contemplam formação geral, científica e técnica e em contexto de trabalho (estágio).