Monthly Archives: Janeiro 2019

IADE-Faculdade de Design, Tecnologias e Comunicação cria acelerador de investigação em Design

O IADE, Faculdade de Design, Tecnologias e Comunicação da Universidade Europeia criou o INVESTgate, um acelerador de investigação em Design, promovido pelo curso de Doutoramento em Design do IADE – Universidade Europeia, com o apoio da UNIDCOM/IADE – Unidade de Investigação em Design e Comunicação.

INVESTgate funciona como um concurso anual que oferece aos estudantes de doutoramento a oportunidade de, em colaboração direta com uma instituição/empresa a atuar em Portugal, a possibilidade de analisarem um desafio real e de elaborarem um projeto de investigação para uma necessidade identificada.

O propósito do INVESTgate é fomentar atividades desenvolvidas em cooperação entre os estudantes de Doutoramento em Design, UNIDCOM / IADE e empresas. Destina-se a estimular a transferência de conhecimento e sua aplicação prática na resolução de problemas e de inovação, a fim de promover o desenvolvimento económico do país, competitividade e empreendedorismo, contribuindo para a realização dos objetivos reais e globais do desenvolvimento sustentável.

O âmbito de pesquisa é diverso podendo incluir temas nas áreas do design industrial / produto, comunicação / design gráfico, design de interação, design de multimídia e design de espaço, aplicados a várias áreas, como a saúde, a educação, desenvolvimento sustentável, turismo, comércio e serviços, transportes, entre outros.

Para Emília Duarte, coordenadora do curso de doutoramento em Design da UNIDCOM/IADE, este acelerador “É uma ferramenta fundamental para aproximar os estudantes das necessidades do mercado, desafiando-os a solucionar questões reais, e também, uma excelente oportunidade para as empresas e instituições participarem em atividades de investigação, desenvolvimento e inovação”.

As empresas interessadas podem fazer o seu registo acedendo ao formulário disponibilizado para o efeito e especificamente, dando conta do problema de design que gostariam de colocar a desafio junto destes estudantes até ao dia 3 de fevereiro de 2019.

Quem se registar será convidado a participar numa ação de lançamento do seu desafio e, posteriormente, a avaliar o mérito das propostas de investigação elaboradas pelos estudantes. Podem participar instituições públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos, que desenvolvam atividade em Portugal. Os projetos serão desenvolvidos ao longo de um período entre um e três anos.