Tag Archives: Universidade europeia

IADE-Faculdade de Design, Tecnologias e Comunicação cria acelerador de investigação em Design

O IADE, Faculdade de Design, Tecnologias e Comunicação da Universidade Europeia criou o INVESTgate, um acelerador de investigação em Design, promovido pelo curso de Doutoramento em Design do IADE – Universidade Europeia, com o apoio da UNIDCOM/IADE – Unidade de Investigação em Design e Comunicação.

INVESTgate funciona como um concurso anual que oferece aos estudantes de doutoramento a oportunidade de, em colaboração direta com uma instituição/empresa a atuar em Portugal, a possibilidade de analisarem um desafio real e de elaborarem um projeto de investigação para uma necessidade identificada.

O propósito do INVESTgate é fomentar atividades desenvolvidas em cooperação entre os estudantes de Doutoramento em Design, UNIDCOM / IADE e empresas. Destina-se a estimular a transferência de conhecimento e sua aplicação prática na resolução de problemas e de inovação, a fim de promover o desenvolvimento económico do país, competitividade e empreendedorismo, contribuindo para a realização dos objetivos reais e globais do desenvolvimento sustentável.

O âmbito de pesquisa é diverso podendo incluir temas nas áreas do design industrial / produto, comunicação / design gráfico, design de interação, design de multimídia e design de espaço, aplicados a várias áreas, como a saúde, a educação, desenvolvimento sustentável, turismo, comércio e serviços, transportes, entre outros.

Para Emília Duarte, coordenadora do curso de doutoramento em Design da UNIDCOM/IADE, este acelerador “É uma ferramenta fundamental para aproximar os estudantes das necessidades do mercado, desafiando-os a solucionar questões reais, e também, uma excelente oportunidade para as empresas e instituições participarem em atividades de investigação, desenvolvimento e inovação”.

As empresas interessadas podem fazer o seu registo acedendo ao formulário disponibilizado para o efeito e especificamente, dando conta do problema de design que gostariam de colocar a desafio junto destes estudantes até ao dia 3 de fevereiro de 2019.

Quem se registar será convidado a participar numa ação de lançamento do seu desafio e, posteriormente, a avaliar o mérito das propostas de investigação elaboradas pelos estudantes. Podem participar instituições públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos, que desenvolvam atividade em Portugal. Os projetos serão desenvolvidos ao longo de um período entre um e três anos.

SADs do FC Porto e do Sporting Clube de Portugal terminam época 17/18 em falência técnica

Um estudo do Observatório do Futebol da Universidade Europeia que analisou a estabilidade financeira das SADs dos três principais clubes portugueses no final da época desportiva 17/18, concluiu que o Sport Lisboa e Benfica (SLB) está a reduzir significativamente o endividamento, em comparação com o Sporting Clube de Portugal (SCP) e o Futebol Clube do Porto (FCP).

Analisando as três últimas épocas desportivas, o estudo, que foi desenvolvido pelo Observatório do Futebol da Universidade Europeia com base nos relatórios e contas anuais das SADs, analisou quatro variáveis que caracterizam a estratégia financeira-desportiva destes clubes, nomeadamente o rácio de endividamento, a pressão da folha salarial, a dependência da venda de jogadores e a relação valor-custo do plantel.

Na variável que analisou os indicadores de endividamento, o estudo concluiu que as SADs do SCP e do FCP encontravam-se em falência técnica, uma vez que o montante de financiamento por capital alheio (passivo), nomeadamente 283 milhões de euros no caso do SCP e 464 milhões de euros no FCP, era superior ao seu valor (ativo), que representa atualmente 269 M€ e 426 M€, respetivamente. Na SAD do Sporting, o montante subiu na última época devido à redução do valor de atividades comerciais correntes e de vendas de jogadores (passou dos 57 M€ na época de 16/17, para 13M€ na de 17/18). No que diz respeito à SAD do Porto, o montante subiu devido ao aumento de passivo não corrente em sede de empréstimos bancários (passou de 40 M€ na época de 16/17, para 113 M€ na de 17/18).

Em comparação, a SAD do Benfica demonstrou um comportamento diferente, diminuindo o seu rácio de endividamento devido à redução do passivo que, de 438 M€ na época de 16/17, passou para 398 M€ em 17/18.

Na variável que analisou a pressão da folha salarial dos clubes, o estudo do Observatório do Futebol da Universidade Europeia verificou que o Benfica foi também o clube com a estrutura salarial mais baixa, de 68 M€, em comparação com o Porto que revelou ter a mais alta, de 78 M€, seguido do Sporting, com 74 M€.  O Benfica obteve ainda o maior rendimento sem transação de jogadores (112 M€), que se deveu em parte ao elevado montante de receitas de televisão, enquanto que o Sporting foi o clube com menor rendimento sem transação de jogadores (92 M€), devido em parte ao reduzido montante de prémios da UEFA.

Na análise da variável sobre a dependência dos clubes por transação de jogadores, o estudo concluiu que os gastos das SADs do Benfica e Sporting (sem transação de jogadores) foram muito semelhantes, nomeadamente 116 M€ e 110 M€, respetivamente, e no caso da SAD do Porto foram substancialmente mais elevados (134 M€).

Contudo, os rendimentos da Benfica SAD (sem transação de jogadores) foram superiores (122 M€) às SADs do Sporting e Porto, com 92 M€ e 107 M€, respetivamente), concluindo-se que o clube da Luz é a única sociedade que apresenta resultados positivos sem transação de jogadores, não fazendo depender a sua operação da compra e venda de jogadores para se manter financeiramente no positivo.

No caso do valor do passe de jogadores versus o custo do plantel, o estudo do Observatório do Futebol da Universidade Europeia concluiu que as SADs do Sporting e do Benfica têm otimizado melhor a relação custo benefício. O clube da Luz conseguiu inclusive reduzir o valor do seu plantel (menos 9 milhões de euros) bem como a sua folha salarial (menos 7 M€), enquanto o clube de Alvalade aumentou o seu plantel devido à aquisição de três jogadores, num total de 27 M€, com aumento nos custos em ordenados não proporcionais. Contrariamente, a SAD do Porto tem decrescido nas últimas três épocas, tendo passado de 120% para 105%, uma vez que é o clube que tem a estrutura salarial mais elevada, e não detém 100% do passe de 13 dos 21 jogadores ativos do plantel 2017/2018. O Benfica foi a única sociedade que apresentou resultados positivos sem transação de jogadores, não fazendo depender a sua operação da compra e venda de jogadores para se manter financeiramente no positivo.

Ficha Técnica do Estudo

O estudo sobre “As finanças dos três grandes clubes portugueses” foi realizado com base nos relatórios e contas anuais das SADs do SLB, SCP, FCP e disponíveis online, tendo analisado as últimas três épocas desportivas (15/16, 16/17 e 17/18). Os relatórios anuais da SADs analisadas são referentes aos períodos compreendidos entre 1 de julho do ano x, e 30 de junho do ano x+1. Não foram considerados neste estudo quaisquer relatórios trimestrais posteriores aos relatórios anuais de 17/18.

Método de calculo das variáveis analisadas no estudo

Endividamento: Reflete em que medida as aplicações (ativos) são financiadas por capitais próprios (equity) ou por capitais alheios (debt). Em situações próximas de 100% reflete uma empresa largamente endividada, próximos de 0% reflecte uma empresa com muita autonomia financeira.

Pressão da folha salarial: O rácio dos gastos com o pessoal vs receitas operacionais é um indicador relevante neste setor de atividade, sendo reconhecido como um dos principais para avaliar a eficiência operacional dos clubes ou das sociedades desportivas de futebol, permitindo analisar a sua viabilidade futura. Quanto menor for o rácio, maior a eficiência da entidade. Tanto a UEFA no âmbito do Fair Play Financeiro como a European Club Association (ECA) recomendam que este rácio não ultrapasse os 70%. Segundo os critérios da UEFA, os gastos com honorários devem ser acrescidos aos gastos com o pessoal e as receitas operacionais não devem ter em consideração as transações com direitos de atletas. Para efeitos de cálculo do rácio, estes critérios serão tidos em consideração.

Dependência da venda de jogadores: A demonstração de resultados anuais de uma sociedade anónima desportiva está sempre dividida entre o que é a operação sem transação de jogadores e a operação com transação de jogadores. As principais fontes de receita sem transação de jogadores são direitos de transmissão televisiva, patrocínios e publicidade, prémios da UEFA e bilheteira. A principal fonte de despesa sem transação de jogadores são gastos com pessoal. Quanto maior for os ordenados dos jogadores (leia-se gastos com pessoal), e menor a receita sem transferência de jogadores, maior a dependência da transação de jogadores. A variável dependência da venda de jogadores corresponde ao inverso do resultado sem transação de jogadores. Isto é, se os ordenados forem baixos relativamente à receita sem transação de jogadores, a dependência da venda de jogadores é menor, e vice-versa.

Valor vs. Custo do plantel: Um dos principais ativos de uma sociedade anónima desportiva é o valor do passe dos seus jogadores. Este valor é diferente do seu valor de mercado porque não considera o seu potencial desportivo futuro (e respetivo potencial valor de venda) mas sim o valor da sua aquisição passada. Concomitantemente, jogadores formados no clube não contam como ativos, dado não terem sido aquisições. A variável valor vs. custo do plantel procura dar esclarecimento sobre a eficiência da utilização dos recursos jogadores de futebol, na medida em que jogadores mais bem avaliados com um encargo salarial mais baixo, permitem otimizar a relação custo-benefício financeiro (não necessariamente desportivo).

Sobre a Universidade Europeia

Líder em Turismo e Design, a Universidade Europeia é também uma referência no ensino de outras áreas de conhecimento como Gestão, Recursos Humanos, Direito, Psicologia, Desporto e Comunicação, disponibilizando uma oferta diversificada de Licenciaturas, Mestrados e Doutoramentos. A Universidade Europeia integra a rede Laureate International Universities que, em Portugal, detém ainda o IPAM e o IADE – Universidade Europeia. De salientar que todas as instituições portuguesas da Laureate International Universities são certificadas internacionalmente pela B Corp, por contribuírem na sua atividade para uma sociedade mais equilibrada, diversa, participativa e evoluída.

Com cerca de um milhão de estudantes, presente em mais de 20 países e com mais de 55 instituições de ensino superior, a Laureate International Universities é líder mundial na oferta de instituições de ensino superior e tem como missão influenciar de forma positiva e duradoura a vida dos seus estudantes, professores e colaboradores, assente no princípio “Quando os nossos estudantes brilham, os países prosperam e as sociedades evoluem”.

Mais informações sobre a Universidade Europeia.

Mais informações sobre o Grupo Laureate.

 

Marketing Digital do IPAM celebra 50ª Edição

O IPAM comemora a 50ª edição da sua Pós-Graduação em Marketing Digital. Pioneira no ensino do marketing digital em Portugal, esta pós-graduação do IPAM foi a primeira formação dedicada exclusivamente ao marketing online, sendo atualmente líder e responsável pela formação de mais de 1200 estudantes.

A Pós-Graduação em Marketing Digital nasceu com o objetivo de dar resposta ao impacto da Internet junto dos consumidores e utilizadores, procurando impor tendências de como impulsionar o marketing em ambiente digital.

Para o Professor Filipe Carrera, coordenador da Pós-Graduação em Marketing Digital, “com esta formação, procuramos capacitar de forma inovadora os nossos estudantes com as melhores competências, que lhes permitam antecipar as necessidades que possam ter para que as suas marcas e organizações sobrevivam na era digital”.

Encontrando-se disponível em Lisboa, Porto, Açores e em regime de ensino a distância, a Pós-Graduação em Marketing Digital do IPAM diferencia-se por recorrer a metodologias de ensino ativas, com recurso ao estudo de casos, exercícios práticos e a dinâmicas de grupo baseadas nas realidades profissionais desta área.

A formação destina-se a profissionais de qualquer setor de atividade que pretendam desenvolver os seus conhecimentos e competências de forma integrada em Marketing Digital.

Sobre o IPAM

Fundado em 1984, o IPAM é a mais antiga e a maior escola de Marketing em Portugal e uma das mais antigas em todo o mundo. Com Campus no Porto e em Lisboa, o IPAM formou nas últimas três décadas de atividade mais de 10.000 alunos e detém inúmeras parcerias com reputadas escolas nacionais e internacionais como a Pace University de Nova Iorque.

O IPAM integra a rede Laureate International Universities que, em Portugal, detém ainda a Universidade Europeia e o IADE – Universidade Europeia. As três instituições portuguesas são certificadas internacionalmente pela B Corp, por contribuírem na sua atividade para uma sociedade mais equilibrada, diversa, participativa e evoluída.

Com cerca de um milhão de estudantes, presente em mais de 20 países e com mais de 55 instituições de ensino superior, a Laureate International Universities é líder mundial na oferta de instituições de ensino superior e tem como missão influenciar de forma positiva e duradoura a vida dos seus estudantes, professores e colaboradores, assente no princípio “Quando os nossos estudantes brilham, os países prosperam e as sociedades evoluem”.

 

Universidade Europeia anuncia vencedores do Programa Jovens Empreendedores Sociais

Já são conhecidos os vencedores da 1ª edição do Programa Jovens Empreendedores Sociais, promovido pela Universidade Europeia, Laureate International Universities e International Youth Foundation, sendo também apoiado pela Forum Estudante e pela Ashoka Portugal.

Explicame.pt, Just a Change, APAC Portugal, Menos e Revolução das Minhocas foram os cinco melhores projetos selecionados e serão apresentados na cerimónia de hoje, no auditório da Universidade Europeia, no Campus da Quinta do Bom Nome, em Carnide, a partir das 15h.

Em avaliação estiveram 44 projetos empreendedores de carácter social e ambiental que foram analisados por especialistas desta área. O desafio foi dirigido a jovens entre os 18 e os 29 anos, fundadores ou cofundadores de iniciativas que procuram a transformação social baseada na equidade, justiça e na proteção do meio ambiente.

Os critérios de eleição basearam-se na capacidade de liderança, impacto social, sustentabilidade e visibilidade dos projetos e dos seus jovens líderes que atuam como personalidades inspiradoras de uma sociedade melhor.

Os cinco vencedores rumam agora Madrid para uma semana de formação onde terão contacto com uma poderosa rede de contactos e com os vencedores de antigas edições do Programa Jovens Empreendedores Sociais, em Espanha.

Os jovens líderes contam ainda com a mentoria dos Ashoca fellows portugueses e vão ver os seus projetos divulgados pela rede internacional da Laureate International Universities e integrados na rede de jovens empreendedores YouthActionNet que conta, mundialmente, com cerca de 1500 membros em mais de 90 países.

Através desta iniciativa, a Universidade Europeia reforça a sua política de responsabilidade social e evidencia o trabalho da instituição em prol da transparência, cooperação para o desenvolvimento e ação ambiental.

Para Susana Martins, Diretora do programa JES em Portugal, “A primeira edição foi um sucesso pela qualidade dos projetos recebidos e pelo espírito empreendedor dos seus fundadores. O balanço deste primeiro ano é francamente positivo e será uma oportunidade única para estes empreendedores aumentarem a visibilidade dos seus projetos, fortalecer a sua rede de contactos e desenvolver as suas capacidades de liderança”.

 

VENCEDORES PROGRAMA JOVENS EMPREENDEDORES SOCIAIS

Projeto| Explicame.pt

Fundador: André Ferreira dos Santos (Lisboa, 1995), Explicame.pt

Plataforma aberta à comunidade estudantil que valoriza o trabalho e dedicação de explicadores, onde qualquer aluno pode aprender, em qualquer lugar, sem limitações, através de uma comunidade, encontrando a ajuda perfeita para o seu sucesso.

 

Projeto | Just a Change

Fundador: António Maria Horta e Costa Ravara Bello (Lisboa, 1991)

Mobilização de voluntários para a reconstrução de casas em situações de pobreza e transformar a vida das pessoas.

 

Projeto | APAC Portugal

Fundador: Duarte Sousa Pires Abrantes da Fonseca (Lisboa, 1989)

Promoção de programas de reinserção de reclusos e antigos reclusos com vista a diminuição da reincidência criminal bem como ações de advocacy e promoção de um evento anual, prison insights que permite combater o estigma da sociedade em relação ao estatuto de recluso e antigo recluso.

 

Projeto | Menos

Fundador: João Duarte (Lisboa, 1992), Menos

Tem como missão estabelecer o micro empreendedorismo como solução para o desemprego, combinando a tecnologia, o empreendedorismo e uma rede de mentores especializados e práticas simplificadas de startups de alta tecnologia.

 

Projeto | Revolução das Minhocas

Fundador: Pierre Del Cos (Celorico de Basto, 1989)

Ajudar os cidadãos e organizações a reduzir a pegada ecológica dos resíduos orgânicos, fornecendo sistemas de compostagem com minhocas, minhocas, fertilizantes de minhocas e organizando formações de vermicompostagem.

IADE-Universidade Europeia fecha parceria com PlayStation

O IADE –  Universidade Europeia acaba de fechar uma parceria com a PlayStation para integrar o programa PlayStation First. Esta parceria tem efeitos já a partir do próximo ano letivo, no âmbito da licenciatura em Games and Apps Development, e oferece aos estudantes do IADE – Universidade Europeia a possibilidade de desenvolver videojogos para a PS4.

 

O programa PlayStation First vai estar disponível principalmente, mas não exclusivamente, para os estudantes do terceiro ano da licenciatura em Games and Apps Development do IADE – Universidade Europeia uma vez que é nesta fase do curso que os estudantes se encontram melhor preparados para explorar as ferramentas oficiais de desenvolvimento de jogos para a PS4. No ano anterior da licenciatura, no segundo ano, os estudantes de Games and Apps Development adquirem uma forte experiência em desenvolvimento de jogos e são desafiados a dominar e utilizar ferramentas como o Unity, preparando-se para posteriormente responder às necessidades da desafiante PS4.

 

De acordo com Manuel Menezes de Sequeira, coordenador da licenciatura em Games and Apps Development, a integração do IADE – Universidade Europeia no programaPlayStation First vem reforçar ainda mais a reputação de um curso de desenvolvimento de videojogos de características únicas em Portugal. “Os estudantes de Games and Apps Development vão passar a ter a possibilidade de desenvolver jogos para a PS4, o que lhes vai proporcionar uma experiência de enorme valor no mercado de trabalho e também condições ideais para concorrer aos Prémios PlayStation. Com esta parceria, não tenho dúvidas que da nossa licenciatura vão sair algumas das futuras estrelas do desenvolvimento de videojogos”, afirmou.

 

A proximidade da Playstation às universidades tem como objetivo incentivar talentos emergentes e apoiar os melhores cursos de desenvolvimento de jogos, proporcionando um ambiente de aprendizagem em contexto real para que os melhores estudantes possam facilmente tornar-se, num futuro próximo, em “estrelas” do desenvolvimento de jogos para as suas plataformas.

 

Estas intenções vão ao encontro do propósito da licenciatura em Games and Apps Development e do modelo académico da Universidade Europeia assente na qualidade, internacionalização e proximidade com o mercado de trabalho. A licenciatura em Games and Apps Development é lecionada inteiramente em inglês e pressupõe, desde o primeiro ao último semestre, a realização de projetos por equipas interdisciplinares de estudantes – com feedback regular de membros da indústria dos videojogos -, incluindo um semestre internacional na Media Design School, na Nova Zelândia.

IADE – Universidade Europeia promove debate sobre a relação entre o processo científico e criativo

Conferência decorre no próximo dia 27 de abril, às 18h, na Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais.

 

A convergência entre o processo científico e o processo criativo é o tema central do encontro “Salt& Pepper – InnovationConferences” – uma iniciativa organizada pelo IADE – Universidade Europeia.

 

A decorrer no próximo dia 27 de abril, a partir das 18h, na Casa das Histórias Paula Rego, em Cascais, este encontro subordinado à temática “Inovação, Renovação e Autenticidade na Ciência” encerra um ciclo de debates dedicado à criatividade e inovação, reunindo especialistas de diferentes áreas da industria criativa para analisar o impacto da investigação nas artes e no design.

 

Moderado por Cecília Carmo, antiga jornalista da RTP, a iniciativa contará com a participação de especialistas ligados às ciências exatas e às artes, nomeadamente: o Presidente da FCT, Paulo Ferrão;o neurocientista Alexandre Castro Caldas; a investigadora e diretora do CENIMAT/I3N, Elvira Fortunato; o músico Filipe Raposo, o designer Luís Alegre e o coreógrafo Rui Horta. A moderação científica estará a cargo do professor do IADE-Universidade Europeia António da Cruz Rodrigues.

 

A iniciativa Salt & Pepper foi desenvolvida pelo grupo de investigação Ideas(R)evolution do IADE-Universidade Europeia e pelo Instituto de Cultura e Estudos Sociais (ICES), com o apoio da Câmara Municipal de Cascais. Cada conferência promovida abordou um dos passos da investigação, percorrendo-se todas as fases do processo científico/artístico – Observação, Interpretação, Transformação, Sistematização e Disseminação – e colocou a arte e a ciência em diálogo, identificando elementos comuns entre as duas abordagens.

 

Os participantes foram desafiados a dar resposta à questão: “A Ciência pode tornar-se uma espécie de “habitus mental” que acaba por ser aceite pela maioria sem algum sentido critico e autocrítico, acabando por se tornar conformista, e contribuindo de certo modo para o desaparecimento do conceito de autenticidade, em que as etapas se repetem através de uma monotonia exasperante, anulando capacidades de renovação, de inovação e criação, sem aplicabilidade, fruição e juízo crítico?”.

 

Em simultâneo, pretendia-se que debatessem sobre a seguinte preposição: “O Design também se move, cria, inova em ambientes de “consenso”, por vezes inertes, através do “dissenso”, reivindicando em nome de um sentir e fazer diferente. Manifesta-se muitas vezes através da resistência a uma coação no sentido de uma repetição imposta por uma sociedade orientada apenas para dinâmicas de produção/consumo. O Design chama a si o papel de uma posição autónoma, contrastante com as fábricas do “consenso”, inovando e criando uma sociedade melhor; O Design tem este papel.  E a Ciência?”.

 

Esta conferência do “Salt& Pepper”, encerrará o ciclo de debates dedicado à relação entre a ciência e as artes e os seus respetivos processos.

Estudante do IADE-Universidade Europeia vence Young Lions na categoria Filme

Fernando Aguiar, estudante do IADE – Universidade Europeia, é um dos vencedores da competição Young Lions e irá representar Portugal no Festival de Cannes Lions.

As duplas que participaram na edição deste ano dos Young Lions Portugal foram avaliadas por 58 profissionais e Fernando Aguiar Soares da Cunha, aluno do Mestrado de Design e Publicidade do IADE – Universidade Europeia, que fez dupla com Rita Seabra Castelo Branco (Havas), ficou classificado em 1º lugar na categoria Filme.

Com briefing da EDP, o desafio consistia em mostrar de forma criativa e através de pequenas mudanças comportamentais como o consumo consciente de energia pode fazer uma grande diferença para o mundo e para o meio ambiente.

Os jovens criativos produziram dois filmes – um sobre iluminação e o segundo sobre aquecimento -, em 48 horas e recorrendo apenas ao telemóvel.  Após uma pesquisa online, em que a dupla confirma a perceção generalizada de que adotar medidas de eficiência energética dentro de casa é uma medida considerada complicada, Fernando e Rita criaram o conceito: “Para poupar a energia do planeta não precisa de gastar a sua”.

A dupla ficou classificada em 1º lugar na categoria Filme e irá participar na Young Lions Competition 2017, tendo direito à viagem, inscrição e hotel. O aluno do IADE-Universidade Europeia será assim um dos representantes de Portugal na 64ª Edição do Festival Internacional de Criatividade Cannes Lions, que terá lugar em junho.

A competição Young Lions deste ano distinguiu também a criatividade de dois Alumni do IADE-Universidade Europeia. O antigo aluno Hugo Suissas foi distinguido, em dupla com Tiago Silva, ambos de O Escritório, na categoria de Imprensa/Outdoor; e o antigo aluno Pedro Maia (BBDO) foi premiado com o primeiro lugar, em dupla com Inês Rubio (Fullsix), na categoria Cyber.

Universidade Europeia debate impacto de eventos desportivos

A Escola de Turismo, Desporto e Hospitalidade da Universidade Europeia, em parceria com o jornal A Bola, promove no próximo dia 4 de abril, pelas 12h00, no Campus de Carnide, uma nova sessão do Ciclo de Conferências sobre Desporto, dedicada ao tema “oimpacto de eventos desportivos”.

 

Estudantes, professores e público em geral vão poder participar neste debate que irá contar com a participação de Joaquim Pires – Marketing Manager do Turismo de Portugal-, Hugo Miguel Sousa – Diretor da HMS Sports – e Rodrigo Moreira Rato – Responsável de Comunicação da Volvo OceanRace -. A moderação fica a cargo de Fernando Guerra, Jornalista e ex-Diretor-Adjunto do jornal A Bola.

 

A conferência tem como principal objetivo discutir a influência que os eventos desportivos têm no desenvolvimento da modalidade, em particular, e do desporto em geral, bem como os impactos que geram diretamente na operação das empresas e patrocinadores e, indiretamente, no setor do turismo. Considerando as maratonas citadinas e a Volvo OceanRace como casos de estudo, serão analisadas as dimensões de operação e logística de grandes eventos desportivos em terra e em mar, tanto nacionais como internacionais.

 

A sessão sobre o impacto dos eventos desportivos no desenvolvimento do desporto, na operação dos patrocinadores e no turismo em Portugal decorre no âmbito do Ciclo de Conferências promovido pela Universidade Europeia durante o presente ano letivo e reflete a singularidade do modelo académico da instituição, pretendendo alargar à comunidade o debate e a reflexão sobre os principais desafios que se colocam no setor do Desporto em Portugal de forma a impulsionar o desenvolvimento das melhores práticas desportivas.

 

Universidade Europeia recebe encontro internacional sobre investigação emTurismo

FOTO: Antónia Correia, Professora da Universidade Europeia e Diretora da Escola de Turismo da Instituição

 

A Universidade Europeiavai receber, entre 30 de março e 2 de abril, no Campus de Carnide, a 52º conferência do Tourism Research Centre que, pela primeira vez, se realiza em Portugal.

 

O encontro conta com a presença de mais de 20 investigadores de renome internacional provenientes de 17 países para abordar os temas mais emergentes na investigação em Turismo como: planeamento turístico; comportamento do consumidor; a tomada de decisões; a hospitalidade; a cultura;as experiências e eventos como motivação para atrair turistas; o risco de viajar; as novas tecnologias de informação e ainda o recente conceito de bio turismo.

 

Para Antónia Correia, Professora da Universidade Europeia e Diretora da Escola de Turismo da Instituição, “a realização deste encontro pela primeira vez em Portugal é um marco muito importante para o Turismo nacionale evidência a sua relevância no panorama internacional. Portugal tem uma oferta de Turismo diversificada, ao nível de sol e praia mas também urbano e regionalque,aliada à segurança e à gastronomia, vai ao encontro das mais recentes tendências do setor e da procura”,concluiu.

 

Antónia Correia integra a lista mundial dos 100 investigadores com maior produção científica na área do Turismo e é a única portuguesa a fazer parte do Tourism Research Centre. Este organismo foi fundado em meados da década de 1960 por um grupo de investigadores que sentiu a necessidade de conhecer e partilhar experiências sobre o setor do Turismo. A Conferência, que se realiza pela primeira vez em Portugal, representa já o 52º encontro anual do Tourism Research Centre e tem como objetivo explorar a natureza multidisciplinar do Turismo no contexto internacional.

 

Programa do 52º Encontro do Tourism Research Centre disponível aqui.

Universidade Europeia, IADE e IPAM discutem Liderança para a Mudança

A Universidade Europeia, o IADE e o IPAM dinamizam, em parceria com o GRACE – Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial -, no próximo dia 27 de outubro, pelas 09h00, no auditório do Campus da Quinta do Bom Nome, o debate “Leaders for Change” sobre a importância da Responsabilidade Social Corporativa na liderança e o seu papel na construção de um mundo melhor.

A iniciativa tem como principais objetivos debater e refletir sobre as características e competências que irão definir os futuros líderes, nomeadamente das áreas de responsabilidade social corporativa e convida ainda à reflexão sobre o papel da Universidade na criação, formação e educação dos  agentes da mudança: os estudantes.

O Reitor da Universidade Europeia, João F. Proença e Paula Guimarães, Presidente do GRACE, vão abrir o debate que conta ainda com a participação de César Silva, Vice-presidente Sénior e Diretor da Área do Sudoeste da Diaverum, Luís Roberto, membro da Direção do GRACE em representação da Fundação BP, Joaquim Caetano, Professor da Universidade Europeia, Sílvia Nunes, Senior Executive Manager na Michael Page Portugal e com Fernanda Barata de Carvalho, Diretora de Recursos Humanos da Accenture.

A iniciativa promovida pela Universidade Europeia, IADE e IPAM insere-se no âmbito das comemorações do “Global Days of Service” que têm lugar durante todo o mês de outubro nas instituições da Laureate International Universities em todo o mundo, assinalando o seu compromisso de contribuir ativamente para melhorar as condições de vida das comunidades onde se inserem.

Inscrições em: http://bit.ly/2eiR34G